“Mãos que Criam”: espaço de valorização do artesão castanhalense. Saiba como funciona:


O artesão de Castanhal conta com o apoio de um projeto totalmente voltado à sua valorização: o Mãos que Criam, da Prefeitura de Castanhal, vinculado à Secretaria de Indústria e Comércio (Semics).

Atualmente o projeto conta com cerca de 30 artesãos vinculados, que produzem variados artesanatos. Pelo projeto, os artesãos participam de cursos e têm a oportunidade de expor os trabalhos em feiras locais e até fora da Cidade.

Kleice Correa, coordenadora do Mãos que Criam, lembra que o projeto nasceu dentro do projeto rota turística Belém-Bragança. “O objetivo é divulgar os trabalhos artesanais e manuais dos artesãos castanhalenses. Com a criação desse projeto buscamos formas de ajudar esses profissionais a melhorarem a sua renda familiar, com a sua arte”, destaca a coordenadora.

Kleice Correa, coordenadora do projeto “Mãos que Criam

O Mãos que Criam existe há seis anos. Para participar é necessário ter a carteira do Sicab (Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro), do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB); ou ser MEI (Microempreendedor Individual).

A carteira do Sicab é gratuita, sendo emitida após o registro do artesão no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab). É necessário procurar a Coordenação Estadual de Artesanato e solicitar as informações necessárias para obter a sua. No Pará, a Seaster (Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda)

PÓLO DAS COSTUREIRAS

Um dos espaços mantidos pela Semics é o Pólo das Costureiras, que também integra o Mãos que Criam.

A Secretaria oferece espaço para as costureiras produzirem e até comercializarem os seus produtos. Além do espaço, com máquinas de costuras, mesas e estrutura para expor as peças, a Semic oferece cursos do básico ao avançado, como incentivo e fomento.

Secretária Fátima Mariano (centro) ao lado de alguns dos artesãos castanhalenses

CONHEÇA OS ARTESÃOS DE CASTANHAL!

A partir deste mês de abril o GUIA DE CASTANHAL, em parceria com a Semics – projeto Mãos que Criam, divulgará os artesãos castanhalenses vinculados ao projeto.

Conheça os artesãos de Castanhal e valorize nossos artistas:

Angelita Lopes: bonecas de pano

Thiago Castro: material reciclado

Elizete Santos: criações em feltro

Raimunda do Socorro: licores

Regiane Martins: Costura Criativa

Evaristo da Silva: artes com chifres e madeira

Nazaré Santos: artesã dos enxovais

Walkíria Pereira: artesã das raízes e produtos naturais

Rosinalva Meireles: artesão da lã e miçangas

 

SERVIÇO

O quê: projeto “Mãos que Criam”

Onde: Secretaria Municipal de Indústria e Comércio

Mais informações: 3711-0462

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *