Bailarino castanhalense alcança conquista inédita em Festival Internacional de Dança


O bailarino castanhalense Luiz Martins, de 15 anos, alcançou uma conquista inédita para a Cidade Modelo e para o Estado do Pará: o 2º lugar na categoria “Balé neoclássico solo masculino júnior”, no Festival Internacional de Joinville(SC), um dos maiores do mundo, ocorrido na terça-feira (12 de outubro).
O jovem faz parte do Studio Alpha e se apresentou com a coreografia Curumin, criada e direcionada pela professora Gysllene Araújo.
Por falta de apoio financeiro, o Studio não conseguiu levar o bailarino até o Festival presencialmente, de modo que ele teve que se apresentar de forma híbrida. Em entrevista ao GUIA DE CASTANHAL, Gysllene Araújo agradeceu à Secretaria Municipal de Cultura de Castanhal (Secult) pela liberação do espaço para gravar a apresentação de Luiz.
Coreografia Curumin de Gyselle Araújo e apresentada por Luiz Martins para o Festival Internacional de Dança de Joinville. Foto: Valério Silveira.
Em entrevista ao GUIA DE CASTANHAL, o bailarino Luiz Martins descreveu como se sentiu com sua participação no Festival: “Participar doFestival de Joinville, pra mim foi tudo, foi incrível. Eu me senti especial e incrivelmente sortudo por ter conquistado o 2° lugar. Na hora, confesso que não sei muito o que senti, foram muitas sensações ao mesmo tempo, mas a melhor delas foi me sentir feliz por essa conquista”.
“Eu agradeço de coração a todos que me apoiaram e confiaram em mim. Também agradeço à minha professora Gysllene Araújo por ter me ajudado de todas as formas possíveis e à turma por ter confiado em mim”, completou Luiz.
REPRESENTANDO O PARÁ NO GRAN PRIX

Além da conquista de Luiz Martins, o Studio Alpha tem mais um motivo para comemorar e se orgulhar: ter sido convidado a representar o Pará no Gran Prix Internacional de Fortaleza, na próxima terça-feira(26 de outubro). O convite foi feito pelo Conselho Brasileiro de Dança(CBDD) do Ceará, na figura de Jane Ruth Nascimento, delegada do Conselho no Estado.

O Studio Alpha levará 21 bailarinos para o Festival: Gysllene Araújo(diretora do estúdio e coreógrafa), Luma Moraes(professora e coreógrafa), Carla Moraes, Carol Cardoso, Lucas Fabro, Matheus Silva, Yuhiroshi Isobe, Caio Willame, Mauriene Fueta, Mauriane Fueta, Bruno Ribeiro, Amanda Monique, Ângela Silva, Jaisson Lopes, Willame Monteiro, Rayssa Araújo, Luiz Martins, Vitor Gomes, Ainá Tapajós, Ádrine Tapajós e Milenka Merlo. 29 coreografias, entre solos, duos, trios e conjuntos, serão apresentados pelo Studio no Grand Prix.

Confira abaixo imagens de algumas das coreografias que serão apresentadas:

Coreografia Caiara, a impiedosa Iara. Foto: Valério Silveira

 

Coreografia Serpente Dinahí e a luta contra o feminicídio amazônico. Foto: Valério Silveira

 

Coreografia Guardiã. Foto: Valério Silveira

O Grand Prix Internacional de Fortaleza acontece anualmente e já é considerado um dos mais importantes festivais de dança do Brasil, recebendo em suas edições grandes companhias. Neste ano, o evento será transmitido ao vivo pelo perfil oficial do Festival no Instagram: @festivalcbddfortaleza.

 

CONQUISTAS NA DANÇA

O Studio Alpha trabalha com balé neoclássico e desenvolve apresentações para levar seus trabalhos realizados no interior do Estado para os holofotes internacionais.

Dentro de Castanhal, os bailarinos do Studio Luma Moraes, Yuhiroshi Isobe, Ainá Tapajós, Stela Brito, e outros também já trouxeram inúmeras premiações á Cidade Modelo, sendo motivo de orgulho para a população castanhalense.

 

(Informações e imagens fornecidas por Gysllene Araújo, diretora do Studio Alpha).

Um comentário em “Bailarino castanhalense alcança conquista inédita em Festival Internacional de Dança

  • 14 de novembro de 2021 em 03:58
    Permalink

    O seu comentário aguarda moderação.

    It’s really a great and useful piece of information. I’m glad that you shared this useful info with us. Please keep us up to date like this. Thank you for sharing.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *